crianca comendo frutas

Jogo educativo sobre Saúde e Nutrição será lançado nesta sexta-feira (29)

O recurso didático é um dos resultados da curso Saúde e Nutrição no Contexto da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) promovida pela Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA)

Nesta sexta-feira, 29, 130 alunas/os celebram a conclusão da Formação em Saúde e Nutrição no Contexto da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) promovida pela Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). Para marcar o momento, a Escola de Gastronomia Social, instituição da Secult gerida pelo IDM, promoverá uma transmissão ao vivo, a partir das 15h, no canal próprio do youtube.

De acordo com Lara Braga, coordenadora do Projeto Saúde e Nutrição/Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, a ideia é apresentar os resultados da formação. Alguns deles são o desenvolvimento de um jogo de cartas, a constituição de planos de ação em Saúde e Nutrição por participante e também um espaço de aprendizagem denominado por “Feira” de diálogos e convergências.

“Os jogos são recursos didáticos que contribuem de forma lúdica e criativa para processos de facilitação de grupos. O jogo de cartas é uma ferramenta pedagógica que pode auxiliar quem participou da formação a dialogar sobre Saúde e Nutrição em seus territórios de atuação”, explica Lara.

O curso, iniciado em novembro de 2020, teve a participação de cerca de 130 técnicas/os e assessoras/es de campo das equipes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e lideranças comunitárias do Ceará e da Bahia, atendidas pelos projetos Paulo Freire e Pró-Semiárido. Com o objetivo de promover uma perspectiva ampliada da saúde e alimentação, a formação atendeu comunidades rurais como São Gonçalo, em Parambu, Casa Forte, em Sobral, no Ceará; Conceição, em Várzea Nova e Patos III, em Campo Formoso, na Bahia.

Em busca da melhoria da qualidade nutricional respeitando a agrobiodiversidade das comunidades agrícolas, a proposta pedagógica foi baseada na multiplicação de saberes, sabores e alternativas que contribuam com maior e melhor uso dos recursos alimentares disponíveis localmente.

fida dulce
Dulce Ludovina, aluna de Crateús.

Dulce Ludovina, cearense de Crateús e aluna do curso, afirma que os conhecimentos adquiridos viabilizaram uma orientação mais consistente sobre a importância da alimentação em diferentes níveis de produção, consumo e comercialização de produtos, gerando uma autonomia e sustentabilidade familiar. Para a baiana de Jacobina, Angelina Santana,  o diferencial da formação foi o foco no aproveitamento total dos alimentos. “Será possível mudar muita coisa ainda no nosso território”, completa.

fida angelina
Angelina Santana, aluna de Jacobina.

Sobre a Escola – Instituição da Secretaria da Cultura do  Ceará (Secult), a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB) é gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). O nome faz referência ao fundador do grupo M. Dias Branco, que financiou a sede doada para o Estado em uma parceria público-privada. O centro de formação oferece cursos básicos e profissionalizantes em cozinha, panificação e confeitaria, além de mentorias para desenvolvimento de produtos e projetos, por meio do Laboratório de Criação em Cultura Alimentar e Gastronomia Social. Todas as atividades são gratuitas, mediante inscrição e processo seletivo. O público-alvo preferencial da escola é formado por jovens em situação de vulnerabilidade social e adultos com ou sem experiência em gastronomia.

Serviço: Encerramento do curso Saúde e Nutrição no Contexto da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) – Dia 29 de janeiro, sexta-feira, 15h, em uma reunião particular no Zoom.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *