O novo programa da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, instituição do Governo do Ceará, oferece formação em empreendedorismo social para representantes de 10 associações comunitárias de Fortaleza

Diante do atual contexto social, a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, instituição da Secult (Governo do Ceará), gerida pelo IDM, está realizando o programa Cozinha Social. Em novembro, representantes de 10 instituições que já atuavam em comunidades vulneráveis foram selecionados para a formação que envolve as temáticas empreendedorismo social, cozinha e boas práticas de manipulação de alimentos. No último fim de semana, os selecionados aplicaram o que aprenderam no primeiro ciclo de aulas com a produção e entrega de 1624 quentinhas em diferentes pontos da cidade.

Entre os dias 19 e 20 de dezembro, as entidades SOS Periferia, UMBJ Unidas, União de Jovens do Vicente Pinzon, Centro de Formação Frei Humberto, Mulheres Empreendedoras do Pirambu e Gentil Somos entregaram refeições nas comunidades Oitão  Preto, Morro do Ouro, Centro (pessoas em situação de rua), além dos bairros Bom Jardim, Serviluz, Pirambu e Benfica. “A programação de produção e entregas segue até o dia 30 de dezembro com a previsão de 5474 marmitas entregues e a formação e suas atividades práticas acontecem até março de 2021”, afirma Damaris Barros, coordenadora pedagógica do programa, que conta com a consultoria e cooperação técnica da Gastromotiva (RJ).

“Com o nosso suporte, os selecionados estão tendo formação e apoio financeiro para produzir e distribuir marmitas em suas comunidades de atuação. Acreditamos que com essa experiência eles estão trilhando um caminho para se tornarem empreendedores sociais mediante a nossa capacitação. Dessa forma, terão ferramentas e conteúdo para desenvolverem seus negócios sociais, promovendo valores de sustentabilidade e assim combaterem a fome que aflige os mais vulneráveis da nossa cidade.”, destaca Selene Penaforte, superintendente da Escola.

Sobre a Escola – Instituição da Secretaria da Cultura do  Ceará (Secult), a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB) é gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). O nome faz referência ao fundador do grupo M. Dias Branco, que financiou a sede doada para o Estado em uma parceria público-privada. O centro de formação oferece cursos básicos e profissionalizantes em cozinha, panificação e confeitaria, além de mentorias para desenvolvimento de produtos e projetos, por meio do Laboratório de Criação em Cultura Alimentar e Gastronomia Social. Todas as atividades são gratuitas, mediante inscrição e processo seletivo. O público-alvo preferencial da escola é formado por jovens em situação de vulnerabilidade social e adultos com ou sem experiência em gastronomia.

SERVIÇO:

Cozinha Social: Programa de formação de empreendedores sociais da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (Dezembro/2020 a Março/2021).

Skip to content